Defensoria Pública promove campanha de doação de livros para educandos do Novo Olhar e Na Varanda

Qualquer pessoa pode participar, doando um livro literário; as entregas podem ser feitas na sala da Defensoria, no Centro Integrado dos Direitos da Criança e do Adolescente

Com os objetivos de facilitar e tornar mais eficazes as gestões de caráter educacional e pedagógico dos programas Novo Olhar, desenvolvido pela Prefeitura Municipal, e Na Varanda, desenvolvido pelo Governo do Estado, a 2ª Defensoria da Infância e Juventude, de Vitória da Conquista, promove o projeto “Doe um livro e escreva uma nova história”. O projeto consiste em arrecadar o maior número de livros para que, até outubro, possam ser doados a essas instituições.

Qualquer pessoa pode participar, doando um livro literário. As entregas estão sendo feitas na sala da Defensoria Pública no Centro Integrado da Criança e do Adolescente, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O centro está localizado na Avenida 10 de novembro, s/n, Candeias (antigo Colégio Dirlene Mendonça).

Os livros doados vão compor a biblioteca das duas unidades e integrarão atividades pedagógicas – oficinas, grupos de leituras, escrita, entre outros. A previsão é de que todos os livros arrecadados sejam doados aos projetos no dia 12 de outubro.

Para o coordenador do programa Novo Olhar, Ernesto Dantas, a ação da Defensoria Pública trará uma imensa contribuição para a instituição, além de fortalecer a parceria existente entre os poderes que trabalham por um objetivo comum: a educação de jovens em cumprimento de medidas socioeducativas. “Trata-se de mais uma oportunidade, em parceria com a Defensoria Pública, no que se refere à educação, um dos pilares do trabalho do programa, e que só vem a favorecer os jovens em situação de vulnerabilidade social a partir da leitura como instrumento de construção de ideias”, afirmou o coordenador.

Opinião compartilhada pela coordenadora da Unidade Socioeducativa de Semiliberdade “Na Varanda”, Veruska Bacelar. “Esses livros vão ampliar o acervo da biblioteca que estamos montando, bem como vão contribuir positivamente para a reeducação dos jovens que estão sendo alfabetizados e daqueles que participam da oficina de leitura. Ou seja, vai ser de grande incentivo para nosso programa pedagógico e para um novo projeto de vida desses jovens”, enfatizou.

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
18/11
Prefeitura promove 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra mulher
Desenvolvimento Social
16/11
Bolsa Família Móvel chega a Cercadinho neste sábado, 18
Desenvolvimento Social
15/11
Educandos do Cras Jardim Valéria visitam Câmara de Vereadores
Desenvolvimento Social
14/11
Semdes intensifica inscrição dos beneficiários do BPC no CadÚnico