Coordenadores escolares discutem atividades administrativas e pedagógicas para 2016

professores

Atividade foi desenvolvida com os profissionais que atuam no Fundamental II

Elaborar orientações pedagógico-administrativas para o ano letivo de 2016, além de nortear as unidades escolares que atendem aos alunos do 6º ao 9º ano da Rede Municipal. Com esses objetivos, a Prefeitura de Vitória da Conquista realizou o I Seminário de Coordenadores do Fundamental II. O evento aconteceu na Paróquia Nossa Senhora das Candeias, nos dias 25 e 26 de novembro.

Palestras, debates e discussões sobre temas que envolvem o fazer pedagógico movimentaram os dois dias de evento, prestigiado por aproximadamente 50 participantes.

A coordenadora do Núcleo Pedagógico, Jaqueline Carvalho, explicou a iniciativa do seminário. “Para que o ano de 2016 tenha a cara da Rede Municipal de Ensino e do próprio professor, é que fazemos esse seminário para discutir os temas e as atribuições pedagógicas das pessoas que fazem parte da escola, bem como acompanhar a execução desse planejamento”.

Coordenadora do Círculo Escolar Integrado de Dantelândia, Aldina dos Santos, falou sobre a importância da participação no seminário. “Tiramos um momento para refletir o que já vem sendo desenvolvido e as metas para 2016, baseadas nos resultados já alcançados. É de extrema importância para a qualidade do trabalho desenvolvido dentro das escolas”.

Para a coordenadora da Escola Municipal Rui Barbosa, Lilian Oliveira Pinto, o seminário para coordenadores é uma iniciativa positiva. “Estamos participando dos encaminhamentos para o ano de 2016, buscando o melhor desempenho das atividades pedagógicas e administrativas das escolas. Isso é muito importante para todos nós”.

Notícias Relacionadas

Educação
19/10
Começa o Curta 5, segunda etapa da Mostrinha de Cinema Infantil e Mostra Juvenil
Educação
18/10
Smed e Proler promovem capacitação para educadores da Rede Municipal
Educação
17/10
Povoado de Cabeceira sedia XXVI Encontro de Leitura do Proler
Educação
15/10
Professora da rede destaca profissão como ferramenta de transformação social