As comemorações do aniversário de Vitória da Conquista já começaram. Na manhã desta quarta-feira (7), educandos do Conquista Criança estiveram na Praça Nove de Novembro levando uma mostra do trabalho que eles desenvolvem no Programa. Exposição de artesanatos e de hortifrutigranjeiros ficaram disponíveis na praça, onde as crianças também realizaram apresentações culturais de violão, percussão, balé e jiu-jitsu.

A vice-prefeita e secretária municipal de Desenvolvimento Social, Irma Lemos, esteve presente no evento, representando o prefeito Herzem Gusmão. Ela elogiou a iniciativa: “É uma mostra para Conquista. A gente pode ver aqui muita gente visitando, olhando e fotografando. E a gente fica muito contente em saber que o Conquista Criança está participando do aniversário da cidade, esses 178 anos de Conquista, que é muito importante para nós conquistenses”.

Para a coordenadora do Programa, Marizete França, esta é uma oportunidade da população conhecer de perto o trabalho desenvolvido pelos educandos. “Hoje temos a chance de estar aqui, diante de um público maior, mostrando o que eles sabem fazer de melhor, em honra à nossa cidade. Pensamos também neste momento de mostrar quem nós somos, o que oferecemos para a cidade. Hoje, quem esteve nos prestigiando teve a chance de saber o que fazemos no Conquista Criança, o que os meninos recebem”, afirma.

Coordenadora do Conquista Criança Marizete França, Presidente do CDL Sheila Lemos; Vice-Prefeita Irma Lemos; Diretor de Assistência Social Michael Farias

Elizabete Santana é mãe de Carla Beatriz, de 14 anos, e de Pedro Emanoel, de 10. Enquanto a menina faz parte das oficinas de balé e de percussão, ele é adepto do karatê e já viajou até mesmo para Salvador, para se apresentar. Nesta manhã, Elizabete esteve na Praça para assistir ao trabalho dos filhos. “Sempre que eu posso eu acompanho, vou trabalhar hoje à tarde, mas nem por isso eu perdi de ver a apresentação dos meus filhos”, conta.

Para ela, o trabalho desenvolvido pelo Conquista Criança é totalmente positivo para os jovens. “É um projeto bom, que leva as crianças além, leva as crianças à frente, eles ficam felizes no projeto. E eu também sou feliz por isso”, relata. Além disso, ela completa: “É um lugar que só mostra coisa boa, só ensina para eles coisas boas, eles gostam, é lugar maravilhoso”.

_SCM8502