Conferência Territorial dos Direitos da Pessoa com Deficiência acontece em 22 e 23 de julho

Discussões acontecem no auditório do Cemae com representantes dos 24 municípios que compõem o território de Vitória da Conquista

Depois de terem sido realizadas as sete pré-conferências, será promovida a IV Conferência Territorial dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O evento acontece nos dias 22 (quarta) e 23 de julho (quinta), no auditório do Centro Municipal de Atendimento Especializado (Cemae), com a presença de representantes dos 24 municípios que compõem o território de Vitória da Conquista. A atividade começa às 13h. No dia seguinte, ele acontece das 8h às 18h.

As discussões sobre o assunto envolvem todo o país, com a realização de outras conferências municipais pelo Brasil afora. Após a conclusão das conferências municipais, será a vez das estaduais, o que deve ocorrer até setembro. E, por fim, de 7 a 9 de dezembro, haverá a IV Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, simultaneamente às outras conferências nacionais temáticas.

Este ano, o evento traz o seguinte tema central: “O desafio na implementação das políticas da pessoa com deficiência: a transversalidade como a radicalidade dos direitos humanos”. Haverá três eixos temáticos: a) Identidade de gênero e raça, diversidade sexual e geracional; b) Órgãos gestores e de instâncias de participação social; e c) Interação entre os poderes federados.

A conferência nacional é promovida pelo Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), órgão que faz parte da estrutura básica da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR).

Notícias Relacionadas

Desenvolvimento Social
21/11
Prefeitura e Comdica apresentam projeto de inclusão digital: Ampliando Horizontes
Desenvolvimento Social
21/11
III Oficina Formativa do Sistema Único da Assistência Social acontece dias 23 e 24
Desenvolvimento Social
20/11
Cercadinho recebe Bolsa Família Móvel
Desenvolvimento Social
18/11
Prefeitura promove 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra mulher