O combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya, segue de forma intensa em Vitória da Conquista, desde o último sábado (25), com a pulverização de inseticida a Ultra Baixo Volume (UBV), o popular fumacê. Nesta quarta-feira (29), foi a vez do bairro Cruzeiro receber esta ação que tem caráter estratégico.

“O fumacê é uma medida emergencial importante que estamos utilizando em bairros que apresentaram, até o momento, a maior ocorrência de notificações das arboviroses (Dengue, Zika e Chikungunya). Estamos fazendo uma espécie de varredura, nesses pontos, para minimizar a situação”, explicou o coordenador do Programa de Controle de Endemias, Eliezer Silveira.

“Como o trabalho consiste em cinco ciclos, num período de 15 dias e com intervalo de três dias entre eles, vamos eliminar de duas a três gerações de mosquitos, o que significa dizer boa parte dos vetores infectados que estão circulando”, completou Eliezer.

Os veículos fumacê foram solicitados pela Secretaria Municipal de Saúde ao Governo do Estado. Além do Cruzeiro, também recebem a aplicação do fumacê os bairros Brasil, Vila América, Ipanema, Jardim Guanabara, Alto da Boa Vista, Leblon, Sumaré, Petrópolis, Urbis V, Urbis VI, Alto Maron, Campinhos, Alegria e Patagônia.

Por isso, se você mora nestes locais, fique atento e contribua para que o serviço seja ainda mais eficaz! Quando o fumacê passar, permaneça dentro de sua residência e mantenha portas e janelas abertas. A pulverização do produto segue os protocolos regulamentados pelo Ministério da Saúde e ocorre sempre das 17h às 20h.

Parceria que dá resultado – O coordenador de Endemias lembra que o inseticida do fumacê mata somente os mosquitos adultos e não as larvas. Ou seja, o fumacê auxilia no combate, mas a incidência das doenças só poderá diminuir de forma significativa com a eliminação dos focos do mosquito, normalmente, encontrados dentro de casa.

“E sabemos que, hoje, a reprodução do Aedes aegypti é constante nos lares, especialmente, em caixas d’água, quintais”, destacou Eliezer. Daí que a recomendação primordial permanece: não se descuide nenhum dia dos cuidados necessários para eliminar os possíveis criadouros do Aedes aegypti:

– Tampe os tonéis e caixa d’água;
– Mantenha as calhas sempre limpas;
– Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
– Mantenha lixeiras bem tampadas;
– Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
– Limpe semanalmente ou preencha os pratos de vasos de plantas com areia;
– Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
– Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.