Capoeira e hip hop marcam a última noite do Festival da Juventude

Enquanto capoeiristas se apresentavam ao som do berimbau, o som eletrônico do DJ embalava a última etapa da Batalha de MC’s

Certos momentos traduzem à perfeição o que a Prefeitura de Vitória da Conquista pretendia quando criou o Festival da Juventude, em 2011. Um deles pôde ser presenciado no início da noite de domingo, 3, quando se apresentavam simultaneamente, no Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura, manifestações de dois segmentos bem representativos da diversidade que permeia o público jovem: a capoeira e o hip hop.

Num canto, formou-se uma roda de capoeira, da qual participavam grupos com atuação em Vitória da Conquista. No total, cinco grupos estiveram presentes: Arte e Movimento Capoeira, Memória de Bimba, Movimento Cultural Consciência Negra, Viva Conquista e Pelourinho. Eles se dividem entre a tradição regional, fundada pelo Mestre Bimba, e a contemporânea, que, reúne características da capoeira regional e também da Angola, disseminada pelo Mestre Pastinha.

“Este ano, achei que o Festival da Juventude foi voltado mais para o jovem negro, o povo da periferia. Acho isso muito importante. E a capoeira é um esporte de afirmação, de resistência”, afirmou Lázaro Vieira, o mestre “Dendê”, fundador do grupo Arte e Movimento Capoeira. “Agradecemos ao Governo Municipal por essa grande iniciativa”, acrescentou.

‘Todos nós ganhamos’ – Enquanto os capoeiristas se apresentavam ao som do berimbau, outro tipo de ritmo ditava a movimentação no palco principal do Centro Glauber Rocha. O som eletrônico do DJ embalava a “Batalha de Sangue”, última etapa da Batalha dos MC’s, em que os rappers se enfrentavam diretamente, em duelos bilaterais, escolhendo livremente o tema que abordavam em seus versos. Ao final, venceu Miro MC, que já havia saído vitorioso na “Batalha do Conhecimento”, etapa realizada nas duas noites anteriores.

“Na verdade, todos nós ganhamos. O hip hop ganhou e todos nós que trabalhamos com o movimento, e que dependemos dessa visibilidade, ganhamos”, declarou Miro, após ter sido declarado vencedor da disputa. “A Prefeitura está de parabéns, e que ela continue apoiando o movimento, porque a gente também precisa desse apoio”.

Notícias Relacionadas

Notícias
29/05
“Hip Hop Minha Cultura” chega à Praça Mármore Neto
Desenvolvimento Social
29/05
Prefeitura realiza primeiro Ciclo de Formação Continuada do SUAS
Notícias
27/05
Evento discutiu estratégias e investimentos do setor industrial na Bahia
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
27/05
Prefeitura dialoga com comunidades sobre São João na zona rural