A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio do Centro de Atenção e Apoio à Vida Dr. David Capistrano Filho (Caav), promoveu, entre os dias 28 e 31 de julho, a campanha contra as Hepatites Virais nos  salões de beleza e nos estúdios de tatuagem do município. Os profissionais desses estabelecimentos integram o público-alvo da campanha.

A ação foi promovida com o objetivo de disseminar, para o maior número possível de profissionais, informações sobre a doença e as formas de prevenção, como a importância do uso individual de materiais para fazer as unhas, da não reciclagem da cera de depilação e do uso de materiais perfurocortantes descartáveis.

Lucélia Santos

Durante a visita aos salões, a equipe do Caav tirou dúvidas sobre a doença, distribuiu preservativos e vacinou os trabalhadores contra Hepatite B. Para Lucélia Santos Batista, que trabalha em um salão no Centro da cidade, a prevenção só traz vantagens, já que sai mais barato do que o tratamento. “Eu já tomei minhas três doses da vacina e sempre oriento as minhas colegas de trabalho a usarem luvas descartáveis e demais materiais que entram em contato com a pele do paciente. A Prefeitura está de parabéns por essa iniciativa”, avaliou.

Dirlane Alves

Já Dirlane Alves da Silva, que também trabalha em salão de beleza, tomou sua primeira dose durante a visita da equipe do Caav. “Acredito que essa campanha é muito importante. Por isso, mesmo com medo de injeção, fui incentivada e criei coragem para me vacinar. Espero que todos colaborem e também se previnam contra a doença”, comentou.

Saiba mais – As hepatites são doenças graves que atacam o fígado, podendo ser transmitida pelo contato com sangue e por materiais perfurocortantes contaminados, como alicate de unha. São cinco os principais tipos: A, B, C, D e E.

A doença, geralmente, não apresenta sintomas. Quando aparecem, podem provocar cansaço, tontura ou ânsia de vômito. Muitas vezes, a pele e os olhos ficam amarelados, a urina fica escura e as fezes mais claras. Por isso, o diagnóstico e o tratamento precoces são tão importantes.

Como são agravos silenciosos e de fácil contágio, a melhor forma de prevenção é por meio do uso do preservativo, uso de materiais descartáveis e por meio da vacina contra Hepatite B que está disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todas as Unidades de Saúde do município para pessoas com menos de 50 anos.

Tratamento – Em Vitória da Conquista, o Caav é referência no diagnóstico (realização de teste e sorologia), no tratamento com equipe multiprofissional – composta por médico, enfermeiro, farmacêutico, assistente social e psicólogo – e no fornecimento de medicamento.