Atrações locais fazem sucesso na terceira noite musical do Festival da Juventude

Público se divertiu e refletiu ao som de Distintivo Blue e Complexo Ragga

Em viagem de turismo pelo Brasil, a jovem alemã Herstin Haag passou os últimos dois dias em Vitória da Conquista. E, nesta segunda-feira, 4, viajou para Ilhéus. Apesar da curta permanência na cidade, ela arranjou tempo para ir ao Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura e participar da última noite do Festival da Juventude, no domingo, 3. “Para mim foi muito legal, porque eu não conheço muitos grupos da Bahia”, disse Herstin, na medida do que lhe permitiu seu conhecimento da língua portuguesa.

Dessa forma, a turista alemã pôde conhecer duas bandas conquistenses: Distintivo Blue, cujo nome evidencia o blues em estado puro, e Complexo Ragga, que pôs o público para dançar e refletir ao som de sua batida carregada de reggae e hip hop.

Esses artistas foram reverenciados pelo professor Carlos Nássaro, que fez questão de ressaltar seu apreço pelos artistas locais que compuseram a grade musical do Festival da Juventude. “Eu, como músico e como participante do movimento underground, vejo como fundamental o espaço que a Prefeitura abriu para bandas como Ladrões de Vinil, Dona Iracema, Distintivo Blue, Complexo Ragga. São bandas das quais eu aprendi a gostar estando aqui em Vitória da Conquista”, disse Nássaro.

‘Festival está de parabéns’ – Foi a terceira vez que a banda Complexo Ragga se apresentou no Festival da Juventude. E, sobre o show, o termo “apoteótico” não seria nenhum exagero. “A gente pôde ver que a galera quer a nossa presença. A Prefeitura está sempre incentivando as bandas locais a estar junto para poder fazer esse movimento grandioso acontecer aqui na nossa cidade. Além de valorizar os artistas locais, trazendo grandes atrações de renome”, disse o vocalista Jhonny Hanks.

O público também foi contagiado pelo som da Distintivo Blue. O vocalista da banda, Malforea, lembrou que iniciativas culturais como essa devem fazer parte de toda administração pública, além daquelas voltadas para as áreas de saúde, educação e segurança, e falou sobre o evento: “A gente tem que aplaudir. No caso, este festival está de parabéns”.

Notícias Relacionadas

Educação
22/09
Central de Interpretação de Libras antecipa celebração do Dia do Surdo
Notícias
21/09
Arteterapia colabora com o tratamento de usuários do Caps AD
Mobilidade Urbana
21/09
Semana de Trânsito realiza blitz educativa e serviços na Praça 9 de Novembro
Notícias
21/09
Cartão SUS: atenção para a mudança do local de atendimento