Atrações locais fazem sucesso na primeira noite do Natal da Cidade 2014

Programação artística foi tão diversificada quanto atraente: orquestra, música popular brasileira e rock and roll

Além do artista convidado, Paulinho da Viola, a primeira noite da 18ª edição do Natal da Cidade trouxe uma programação de artistas locais tão diversificada quanto atraente. As pessoas que chegaram mais cedo ao Centro Glauber Rocha, por exemplo, tiveram a oportunidade de acompanhar o que talvez não imaginassem que era uma noite histórica: a primeira grande apresentação pública da Orquestra Conquista Sinfônica, que, sob a regência do maestro João Omar, ocupou quase toda a extensão do palco com seus músicos, munidos de instrumentos de corda e de sopro.

“É bom ter conjuntos musicais, mas, com uma orquestra, a gente pode voar mais”, disse o maestro João Omar, após a apresentação. “Este é o primeiro voo que estamos dando, abrindo asas para um futuro de muita música, numa cidade que tem muitos talentos musicais e muitos artistas de outras linguagens”, acrescentou.

‘Prazer enorme’ – Atento a esses talentos e artistas, o servidor público Antônio Paulo da Silva, 64 anos, foi um dos primeiros a chegar ao Centro Glauber Rocha. “Nas horas vagas”, como ele mesmo explica, Silva é luthier. Isso mesmo, ele fabrica violinos há mais de trinta anos. Mas só recentemente começou a se interessar por tocar o instrumento, pelo qual diz ter uma verdadeira paixão. “É um prazer enorme. Quando vejo esse instrumento roncando no meio da platéia, fico embevecido. Sou apaixonado por isso aí”, disse.

Ele tem planos para transformar essa “paixão” em algo mais, e já traça metas. “Eu estava ansioso para ver essa orquestra, porque pretendo ser membro dela. Se Deus quiser, ano que vem vou participar dela”, informou.

‘Consagrando a arte’ – Outro que saiu de casa especialmente para ver a apresentação da orquestra conquistense foi o professor Tadeu Botelho, do curso de História da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). “Não é toda cidade nordestina, mesmo as de grande porte, que tem uma orquestra sinfônica”, explicou Tadeu, que disse sentir expectativa semelhante, tanto em relação às apresentações dos artistas convidados, como Paulinho da Viola, que descreveu como “um dos grandes ícones do samba do Brasil”, quanto no que diz respeito aos artistas locais que se apresentarão no Natal da Cidade. “Sou amigo de alguns e admiro o trabalho deles. Não existe artista pequeno ou artista grande. Existe a arte. E o natal de Conquista tem consagrado essa arte”, disse o professor.

‘Presente de natal’ – Evandro Correia, um dos mais conhecidos cantores e compositores da região, apresentou ao público um show eminentemente autoral. O repertório trouxe uma retrospectiva de seus 25 anos de carreira discográfica, desde o primeiro álbum, “Menino da vida”. Assim, ele comemorou e, para isso, convidou também a banda de música do Colégio da Polícia Militar, que o acompanhou na execução de “Gema”, uma de suas canções mais emblemáticas. “Para mim, é um presente de natal. Estou muito feliz, radiante”, disse o artista.

‘Privilegiado’ – Logo após o show de Paulinho da Viola, a programação da primeira noite do Natal da Cidade terminou ao som do mais puro rock brasileiro. Léo Pretto, estreante no evento natalino de Vitória da Conquista, presenteou o público com uma amostra do que houve de melhor na música jovem nacional dos anos 80. Cantando pérolas de Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Blitz, Legião Urbana, Cazuza, entre vários outros, Léo Pretto embalou os últimos minutos da sexta-feira, debaixo de uma insistente neblina que não intimidou os animados espectadores de seu show.

“É uma alegria muito grande estar de volta para a minha terra, que sempre me acolheu muito bem”, disse o artista, que, embora seja conquistense de nascimento, passou os últimos vinte anos entre Salvador e Rio de Janeiro, apresentando-se na noite. “O Natal da Cidade está de parabéns, com grandes artistas. Eu me sinto privilegiado por tocar na minha terra e fechar a primeira noite. E depois de Paulinho da Viola, que é um artista pelo qual a gente tem a maior admiração”, afirmou Léo Pretto.

Outras atrações – Como já é de praxe, o Natal da Cidade também se desdobrou pelo centro da cidade. Mais cedo, na Praça 9 de Novembro, apresentaram-se para o público a cantora Marlua e o Tymbrá Trio. Próximo dali, no Teatro Carlos Jehovah, localizado na Praça da Bandeira, a Companhia Além da Cena apresentou o espetáculo “Festival Além da Cena de Teatro”.

Notícias Relacionadas

Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
17/11
VIII Copa Café de Handebol será nos dias 18 e 19
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
16/11
Café com Cinema: evento lança 12ª Mostra Cinema Conquista
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
14/11
Prefeitura de Vitória da Conquista dá início ao Censo Cultural
Cultura, Turismo, Esporte e Lazer
11/11
Prefeitura lança Censo Cultural