Artistas convidados

Erasmo Carlos (18/12)

Conhecido como um dos principais nomes e compositores da Jovem Guarda, Erasmo Carlos fez destacar sua personalidade no meio de fãs de rock and roll e bossa nova. Em 2011, lançou o álbum “Sexo”. No mesmo ano, foi premiado como melhor compositor pela APCA, indicado como melhor show pelo jornal O Globo, melhor capa nos últimos 25 anos pela Folha de SP, considerado como um dos melhores álbuns de 2011. Erasmo é o maior parceiro musical de Roberto Carlos e escreveu mais de 600 músicas.

Duo Siqueira Lima (18/12)

Uum duo de violão, mais conhecido por “guitar duo”, formado pela uruguaia Cecília Siqueira e pelo mineiro Fernando de Lima. Os músicos misturam gêneros como clássico, barroco e música brasileira. Seu mais recente álbum discográfico Um a Um (2010) foi lançado na Europa e nos Estados Unidos pelo aclamado selo belga GHA Records. A dupla de violonista foi uma das principais atrações do I Festival Internacional de Violão promovido pela Prefeitura.

Nando Reis (19/12)

O cantor Nando Reis nasceu em São Paulo, em 12 de janeiro de 1963. Violonista e compositor, ele emplacou vários sucessos e hoje segue em carreira solo, atualmente acompanhado pela banda Os Infernais. Conhecido também como um dos maiores compositores da sua geração, Nando Reis é atualmente é um dos dez maiores arrecadadores de direitos autorais no Brasil, de acordo com o Ecad.

Luiza Possi (20/12)

Luiza Possi começou a carreira ao ser chamada para fazer uma participação no show de sua mãe, Zizi Possi, no Canecão, Rio de Janeiro. Um mês depois, no ano de 2002, a artista lançou seu primeiro CD. Em 2007, gravou o primeiro DVD, que permitiu que fosse indicada pela 1ª vez ao Grammy Latino em três categorias. Na TV, participou de vários programas como jurada.

Milton Nascimento (21/12)

Tornou-se conhecido nacionalmente, quando a canção “Travessia”, composta por ele e Fernando Brant, ocupou a segunda posição no Festival Internacional da Canção, de 1967.Em 1975, lançou o disco “Minas”, com a participação do pianista Tenório Júnior. O disco assumiu o primeiro lugar das paradas de sucesso da Austrália, à frente dos Beatles. O músico já recebeu mais de 13 premiações.

Wagner Tiso & Victor Biglione (21/12)

Pianista, tecladista, compositor, arranjador, maestro e diretor musical, Wagner Tiso é um músico completo e um dos artistas brasileiros mais respeitados no exterior. Já Victor Biglione consagrou-se como um dos maiores guitarristas e violonistas da atualidade, conquistando o reconhecimento do público e dos críticos.

Nenéu Liberalquino (22/12)

Nasceu em Canhotinho, Pernambuco. Aos 7 anos começou a cantar em programas locais de rádio e televisão, ganhando, inclusive, o I Concurso de Cantores Infantis do Nordeste. Criador de uma técnica inovadora, pode-se dizer que Nenéu é um violonista autodidata. Em 1989, graduou-se em Composição, na Berklee College of Music, nos EUA. É ainda licenciado em Letras, pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e maestro da Orquestra de Recife.

Sandra de Sá (22/12)

Sua trajetória nos anos 80 foi fulminante, período em que lançou seis discos e emplacou músicas, como “Enredo do Meu Samba” e “Picadinho de Macho”, em trilhas sonoras de novelas. Em 2000, gravou o CD “Momentos que Marcam Demais”, teve seu show escolhido para a festa Brasil 500 anos em Miami (EUA). Em 2001, fez um dos shows mais comentados do Rock in Rio.

Toni Garrido (22/12)

Formado em Fisioterapia, a música sempre esteve presente em sua vida, com influências que iam dos bailes do subúrbio ao jazz, rock e bossa nova. Toni Garrido se consolidou como um dos artistas mais completos da sua geração, pois, além de cantar e compor, atua.

Margareth Menezes (22/12)

Conhecida por interpretar a canção “Dandalunda”, a cantora soma 21 turnês mundiais e foi considerada pelo jornal estadunidense Los Angeles Times como a “Areta Franklin Brasileira”. Em 2004, gravou seu primeiro DVD, em um show ao vivo, no Festival de Verão Salvador. Em 2006, com o CD/ DVD Brasileira, foi indicada ao Grammy Latino, na categoria “Melhor álbum brasileiro de pop”.

Maria Gadú (23/12)

O primeiro álbum, lançado em 2009, fez com que Maria Gadú ganhasse rapidamente espaço na mídia brasileira. A cantora, compositora e violonista paulistana ficou famosa em todo o país com a música “Shimbalaiê”, que escreveu aos 10 anos de idade. Em 2010, ganhou o Prêmio Multishow de Melhor Álbum, além de ter sido indicada à Melhor Música, Melhor Cantora e Revelação.

Susana Travassos e Chico Saraiva (24/12)

Natural do Sul de Portugal, Susana Travassos começou seu percurso musical aos 5 anos. Mas a carreira como cantora ganha mais expressão e impõe-se definitivamente quando, em 2008, lança o seu primeiro CD, Oi Elis, em homenagem a uma das maiores cantoras brasileiras, Elis Regina. Susana faz parte ainda da Orquestra Todos, uma banda multicultural de músicos de várias origens.

Considerado um dos melhores músicos de sua geração, elogiado no Brasil e exterior, Chico Saraiva possui um trabalho marcado por tons e cores distintas, ressoando elementos da bossa nova, samba, choro, maracatu e baião. Sua música incorpora o popular e o regional sem distanciar-se da sonoridade refinada de seu violão.

Renato Braz (25/12)

O paulista Renato Braz é cantor, violonista e percussionista. Em sua carreira de sucesso, lançou, entre outros, o disco Outro Quilombo, com interpretações de músicas de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Esta obra foi ganhadora do Prêmio Visa “Edição Vocal de 2002” e elogiada pela crítica do país inteiro. Em 2003, foi mais uma vez premiado com o seu disco, Quixote, na categoria “Melhor Cantor”, no Prêmio Visa de MPB. Renato Braz é considerado um dos maiores intérpretes da musica brasileira.

Luiz Caldas (25/12)

Natural de Feira de Santana, Luiz Caldas, que passou a infância em Vitória da Conquista, começou na música aos sete anos de idade. Multi-instrumentista versátil, ele construiu a base musical que culminou na criação da Axé Music. Com tanta explosão de criatividade, lançou em parceria com César Rasec o CD “Melosofia”, em homenagem a 10 filósofos e com 130 músicas inéditas em vários estilos.