A Vigilância Sanitária e Ambiental de Vitória da Conquista (Visa) realizou nesta manhã (24) mais uma ação de cuidado com a saúde da população conquistense. A partir de denúncias recebidas, a equipe da Visa esteve em alguns locais com grande aglomeração de pessoas para fiscalizar e orientar os responsáveis.

“O objetivo da Vigilância Sanitária é minimizar o risco à saúde e isso se intensifica no enfrentamento à pandemia. Recebemos denúncias e estamos nestes locais para fazer cumprir o Decreto Municipal”, afirmou o coordenador municipal da Vigilância Sanitária, Maico Mares.

Após vistoria no Ceasa Atacadista, a Associação dos Comerciantes Atacadistas de Hortifrutigranjeiros foi notificada já que algumas medidas do Decreto Municipal não são respeitadas pelos comerciantes atacadistas e clientes, a exemplo do uso de máscaras e distanciamento social. A Associação tem oito dias para adequação às normas municipais. Esta foi a sexta vez em 21 dias que a Vigilância Sanitária esteve no local.

“Nós, como associação, colocamos em prática tudo aquilo que foi determinado: fiscalização, orientação, colocação de pias e álcool em gel. Mas nos deparamos com as pessoas que não compreendem as medidas. Vamos continuar nos empenhando e espero que não achemos nenhuma dificuldade, que as pessoas possam compreender a partir de agora, para que não haja uma intervenção”, reforça o presidente da Associação, Ronaldo Carvalho.

Se precisar sair de casa, Daniela já sabe: “Tem que vir com a máscara”

Já nas filas dos bancos no Centro da cidade, o uso da máscara está sendo respeitado, mas a atenção se volta para o fluxo de pessoas e a distância entre elas. A Vigilância Sanitária passou essas orientações para os gerentes bancários.

Para a manicure Daniele Rodrigues, que nesta sexta-feira acompanhou uma beneficiária do Bolsa família, é necessário cumprir essas medidas: “A pessoa tem que respeitar as normas, é uma segurança até nossa. Evitar sair de casa é o melhor que a gente pode fazer, mas infelizmente a gente tem que resolver algumas coisas. Tem que vir com a máscara e sempre andar com o álcool em gel. Quando chegar em casa, tirar as roupas, deixar separada e lavar as mãos”.