Aniversário da Cotefave é comemorado com Audiência Pública

Celebrar os 13 anos da Comunidade Terapêutica Fazenda Vida e Esperança (Cotefave). Esse foi o objetivo da Audiência Pública realizada na noite dessa segunda-feira, 24, no Plenário da Câmara de Vereadores. Representantes de órgãos governamentais, entidades civis e religiosas, residentes e familiares, além de funcionários e voluntários tiveram a oportunidade de conhecer ou relembrar a história e o trabalho da Cotefave. A comunidade é resultado de um sonho após o lançamento da Campanha da Fraternidade do ano de 2001, que teve como foco o combate as drogas.

Grato por mais um aniversário da instituição, o idealizador da Cotefave e Diretor Executivo, Padre Edilberto Amorim, externou sua alegria pela celebração. “Estamos hoje celebrando 13 anos de conquistas e resgates. Estamos cumprindo essa missão e somos vitoriosos porque nesse período já passaram pela Cotefave mais de 600 pessoas que tiveram suas vidas transformadas”, disse.

O vice-prefeito Joás Meira, na ocasião representando o prefeito Guilherme Menezes, lembrou algumas iniciativas executadas pelo Governo Municipal, entre elas a implantação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps) e do Programa Crack, é possível vencer. “Este é um momento ímpar, no qual parabenizamos a Cotefave pelos importantes serviços prestados ao nosso município, pois sabemos que o trabalho de combate às drogas deve ir além das instâncias governamentais.” O líder do Governo na Câmara, vereador Luciano Gomes, destacou que a Audiência Pública é um momento de reconhecimento da entidade, que têm atendido de forma bastante positiva não somente Vitória da Conquista e Barra do Choça, mas outros municípios da Bahia e do país.

Residentes da Cotefave tiveram a oportunidade de testemunhar os benefícios da instituição. Há sete meses na instituição, o residente Clóvis Abreu, afirmou que nesses 13 anos é a Cotefave que presenteia a sociedade, por devolver a ela cidadãos dignos que tiveram suas vidas restauradas. Também residente, Gabriel Nogueira completou: “se não fosse o apoio da empresa que trabalho, da minha família e da Cotefave eu não estaria aqui, um pai de família que deseja ser bom exemplo para os seus filhos e um bom cidadão para a sociedade”.

Atualmente, 30 residentes estão na instituição, criada em agosto de 2002, como sociedade civil sem fins lucrativos, buscando a partilha solidária das necessidades, das tarefas e das soluções dos problemas, sem discriminar cor, raça, sexo ou ideologia política.

Notícias Relacionadas

Gabinete Civil
17/08
Fórum sobre Distribuição de Água reúne gestores para discutir Operação Pipa
Gabinete Civil
17/08
Carta do Futuro pode ser respondida até esta sexta, 18
Gabinete Civil
16/08
Minuta do novo Código de Polícia Administrativa é entregue pela Secretaria de Serviços Públicos
Gabinete Civil
16/08
Equipe da Prefeitura visita os distritos de Inhobim e Veredinha