Teatro de fantoches para falar sobre violência sexual

Durante todo o mês de maio, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social está intensificando as ações de enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Seguindo essa programação, o serviço de proteção a crianças e adolescentes Acolhendo e Cuidando realizou nesta quarta-feira (16), um momento lúdico para os adolescentes do serviço.

Lúcia e Vanessa agradeceram a participação dos estudantes da Faculdade Maurício de Nassau

O evento contou com a participação dos estudantes do curso de psicologia da Faculdade Maurício de Nassau. Os estudantes fizeram apresentações de teatro de fantoches para falar de forma lúdica sobre a violência sexual.

Para a coordenadora da Proteção Especial de Média e Alta complexidade, Vanessa Severiano, momentos como estes são muito importantes para a prevenção do abuso. “Por isso, buscar uma linguagem para falar do assunto para crianças e adolescentes é fundamental para sua própria proteção. Ensinar a elas o que é o abuso ajuda que estes casos não se repitam com tanta frequência no Brasil”, ressaltou Vanessa.

Lúcia Rocha, gerente do serviço, lembrou que os números de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil ainda são alarmantes. “Nós sabemos que a cada minuto no Brasil uma criança pode estar sofrendo abuso. Por isso, é importante envolver toda a sociedade para enfrentar este grave problema”, destacou Lúcia.

Danilo e seus colegas falando sobre a importância dos adolescentes de se protegerem contra o abuso

E assim as personagens Rosinha, Chico, Zé Lelé e o Tio Abusador contaram para os adolescentes como identificar um abusador e quais os possíveis sinais de que uma pessoa sofreu abuso. “Este trabalho me deixou realizado. Foi realmente desafiador elaborar uma apresentação para falar de um tema tão complicado para as crianças. Nosso desafio foi tornar o assunto mais fácil para sua compreensão”, comentou Danilo Silva, estudante de psicologia da Maurício de Nassau.

Programação 18 de Maio:

9 de maio

Tarde: Ação no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do Centro Integrado de Direitos da Criança e do Adolecente e  Creas Central com as famílias referenciadas, ministradas por técnicos.

10 de maio

Manhã: Ação com os estudantes da Escola Ridalva Correa de Melo na Creche Dinaelza Coqueiro,  com  técnicos do Creas ou do Centro de Referência de Assitência Social (Cras).

14 de maio

Manhã:  Abertura Oficial da Campanha na Rede de Atenção.

– Distribuição de panfletos no CEASA e no Centro de Vitória da Conquista – CRAS Pedrinhas.

Tarde: Sementes de Autonomia – Ciclo de Diálogo e Conscientização com os adolescentes da instituição (de 14 a 17).

-Cras Bruno Bacelar – 14h às 18h – Teatro de Fantoches.

-CRAS Miro Cairo – Roda de conversa promovida pela Ronda Maria da Penha com usuários do equipamento.

Manhã e Tarde – Pastoral do Menor Nossa Senhora das Graças – atividades do dia 14 ao dia 18 (oficinas, rodas de conversas, etc.).

Famec – Palestra com técnicos do Creas/Cras.

15 de maio

Manhã: Atividade da equipe do Creas Central, na sala de espera do Posto de Saúde Régis Pacheco.

-Ação do Creas Rural, no distrito de José Gonçalves, com as famílias.

– Atividade do Creas Rural, no distrito de Bate Pé. Tema: Violência sexual contra crianças e adolescentes

Manhã e Tarde: Cras Pedrinhas – Distribuição de panfletos.

Tarde: Cras Rural – Grupo intergeracional em São Sebastião.

16 de maio

Manhã: Atividade da equipe do Creas Central, na sala de espera da Unidade Básica de Saúde CAI II.

– Acolhendo e Cuidando – atividade de conscientização e visibilidade para os educandos.

– Atividades com as famílias do Creas Rural, no Distrito de São Sebastião.

– Panfletagem com a Equipe do Creas Central, Equipe de Abordagem e SESC. Local: Central de Abastecimento da Av. Juracy Magalhães.

-Atividade da equipe do Cras Jardim Valéria na Igreja do Conveima com as famílias referenciadas pelo Cras, em parceria com a Unidade de Saúde da Família.

-Cras Rural – Roda de conversa com mães do SCFV do Baixão.

Tarde

– Cras III Pedrinhas realiza atividades com  o Grupo das Idosas.

17 de Maio

Manhã: Atividade no Cras Jardim Valéria, ministrada pela psicóloga do Núcléo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

-Cras Nova Cidade – Rodas de conversa com a técnica de referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

-Gabinete Itinerante no distrito de Iguá

-Atividades com famílias, monitores, professores, crianças da Creche Tia Zaza com a equipe do Cras Pedrinhas.

– Ação do  Creas Rural  com as famílias do povoado de Itapirema.

– Sala de espera na Unidade de Saúde da Família Morada dos Pássaros com a equipe do Creas Central.

Tarde: Cine Centro de Referênca Albertina Vasconcelos (Crav), com temática voltada ao tema de exploração sexual contra criança e adolescentes.

-Atividades com o grupo das Lavadeiras do Guarani e com a equipe do Cras Pedrinhas

18 de Maio

Manhã: Ato público e exposição dos  serviços de proteção na Praça Nove de Novembro.

Tarde: Atividade com a Roda Escolar Rural da Polícia Militar no distrito de Capinal 

22 de Maio

Manhã e tarde:  Oficina de formação com os principais atores sociais. Temática : Exposição sobre a Lei 13.431/2017 – Breve histórico, principais conquistas e implicações práticas e debate com a coordenadora do Centro Integrado de 18 de Maio de Brasília, Giulina Hernandes.

23 de Maio

Manhã:  Atividade no Programa Conquista Criança 

24 de Maio

Manhã: Atividades no Cras Miro Cairo/SCFV, reflexão e prevenção ao abuso sexual com os adolescentes.

-Exibição de filme sobre violência sexual no Programa Conquista Criança

Tarde: Lar Santa Catarina de Sena – Reunião com as famílias com a participação de técnicos Cras/Creas.

25 de Maio

Manhã: Atividade no Cras Miro Cairo/SCFV, reflexão/prevenção ao abuso sexual com os adolescentes.” 

30 de Maio

Tarde:  Atividade de conscientização e visibilidade com os alunos da Creche Jurema

– Encerramento da campanha  com a participação de profissionais da Semdes.