1º Festival de Filmes Estudantis começa dia 18, em Dantelândia

Depois de Bate-Pé e Inhobim, o distrito começa a se envolver com o universo do cinema

Depois de se consolidar no distrito de Bate-Pé, onde está presente há cinco anos, e de chegar ao de Inhobim, em que segue para o terceiro ano consecutivo, o universo do cinema começa agora a envolver a comunidade de Dantelândia. No próximo dia 18, às 19h, na Escola Municipal Professor Josias Casaes França, acontece a primeira edição do Festival de Filmes Estudantis – um produto diretamente saído dos festivais semelhantes que já fazem parte da programação de fim de ano dos outros dois distritos.

Em seguida ao de Dantelândia, os festivais cinematográficos de Bate-Pé e de Inhobim acontecem nos dias 21 e 28, respectivamente. Os três eventos compõem a Jornada de Cinema Lentes Rurais, responsável por inserir de vez a sétima arte na zona rural da terra natal de Glauber Rocha.

‘União’ – Em junho, quando foi iniciado o projeto pedagógico que culmina com o festival, os alunos começaram a estudar sobre a elaboração de roteiros e as demais etapas que compõem a produção de uma obra cinematográfica. A partir de outubro, partiram para a parte prática e, munidos de aparelhos celulares e câmaras fotográficas, puseram-se a filmar.

Dos 100 alunos que cursam o Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano), cerca de 70 se envolveram diretamente nas filmagens. A partir daí, Dantelândia transfigurou-se num estúdio de cinema. Os estudantes ocuparam os espaços do distrito – inclusive as casas dos moradores –, utilizando-os como locações. Assim, muitos habitantes do distrito acabaram fazendo participações como figurantes ou coadjuvantes. “A função principal do festival é mesmo unir a escola e a comunidade”, diz o professor Ricardo Brasil, coordenador do evento.

Filmes curtos – Segundo Brasil, os filmes terão entre dois e três minutos. Na divisão das equipes de filmagem e na escolha da temática de cada produção, os alunos-cineastas tiveram total liberdade de escolha. O resultado de tudo isso está nos oito filmes, já finalizados, que disputam as premiações em dez categorias. A escolha caberá aos cinco jurados, que deverão acompanhar as exibições com o público e, em seguida, reunir-se para decidir a quem entregar os troféus.

Origens – O Festival de Cinema de Bate-Pé surgiu em 2009, quando, por meio de parceria entre a Prefeitura e a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), foi realizado o projeto “O que se aprende com o cinema: saberes e fazeres da relação cinema-educação”. Com essa iniciativa, professores da rede municipal de ensino participaram de oficinas sobre as possibilidades de utilização do cinema na sala de aula e decidiram levar os resultados para as escolas onde atuam.

A Mostra de Cinema Estudantil de Inhobim, que surgiu no mesmo contexto, teve sua primeira edição em 2012 – embora, um ano antes, os alunos já tenham começado a discutir filmes e também a produzi-los.

Notícias Relacionadas

Educação
21/06
Festa junina da Escola Zulema Cotrim revela busca por inclusão na Rede Municipal de Ensino
Educação
20/06
Conselho Municipal de Educação define calendário de reposição de aulas
Educação
19/06
Prefeitura assina convênio que transforma Patrulhando a Cidadania em escola municipal
Educação
08/06
Prefeito visita depósito e avalia projetos para melhorar a qualidade da merenda escolar